Localização:
Rua Fernando Maia
Serra da Mira
Mina de Água
2650-262 Amadora

Origem dos RU:
Limpezas e manutenção de jardins, Parques

Resíduos aceites/tratados:
Resíduos verdes
 
Produtos tratados e valorizados:
1.300 toneladas de composto/ano

Processo de tratamento:
Compostagem 

Capacidade máxima de processamento:
8 mil toneladas de resíduos verdes

Data de entrada em funcionamento:
 9 junho 2020
 

Descrição do Processo:

A Estação de Compostagem de Verdes da ETVO trata, por compostagem, os resíduos verdes provenientes da limpeza e manutenção de jardins. O processo de tratamento compreende as seguintes etapas: Receção, Trituração, Compostagem, Afinação e Armazenamento de composto final.
Os resíduos verdes são recebidos e armazenados nas baías de receção para posteriormente serem triturados, através de um triturador, de modo a garantir homogeneização granulométrica do material.
Após a trituração, os resíduos verdes são colocados na área de compostagem, por uma pá carregadora, em pilhas de formato trapezoidal com cerca 2,0 metros de altura e 5,0 de largura. As pilhas formadas são revolvidas periodicamente por uma revolvedora que promove o arejamento do substrato biodegradável bem como a sua humidificação, por meio de um sistema de carretel automático acoplado, criando assim as condições ideais de degradação até sua fase de maturação.
Em seguida, o material compostado é sujeito a um processo de afinação onde, através de crivo e mesa densimétrica, são removidos materiais inertes (pedras, vidros, plásticos, etc..) que possam existir.  Após a afinação, obtém-se o composto final, um produto estabilizado e higienizado, que é armazenado em pilha sendo utilizado como corretivo orgânico agrícola.

Veja abaixo como funciona a Estação de Compostagem de Verdes. 

https://youtu.be/hpZkHCZQjvw