Educação Ambiental

Visita Virtual à Central de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos

Fique a conhecer um pouco da visita à CTRSU:

A Central de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos é a unidade da Valorsul onde se efetua a queima dos resíduos domésticos que não separamos e, simultaneamente, se produz energia elétrica.

Os camiões que fazem a recolha do lixo são pesados na zona das básculas, à entrada e à saída das instalações, para sabermos a quantidade de resíduos que depositaram na Central.

Por dia, entram na Central cerca de 2 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos.

Depois de pesados, os camiões dirigem-se para a plataforma de descarga e depositam os resíduos numa grande fossa.

As duas garras misturam os resíduos e levam-no para as tremonhas. As tremonhas são funis gigantes que encaminham os resíduos até aos fornos.

No interior do forno dá-se a queima de resíduos, a cerca de 900°. A central tem 3 fornos e, por hora, são incineradas cerca de 28 toneladas de resíduos em cada forno.

O calor criado durante a combustão irá transformar a água que está na caldeira em vapor. Esse vapor sai da caldeira com muita pressão fazendo funcionar a turbina e o gerador de eletricidade. Parte da eletricidade produzida é depois exportada para a Rede Elétrica Nacional. A eletricidade que exportamos seria suficiente para alimentar uma cidade com 150 mil habitantes!

Os gases libertados durante a queima dos resíduos são tratados através de um moderno sistema de tratamento de gases.

Os poluentes que os gases continham são retirados, misturados em cimento, e enviados para uma área especial do aterro, própria para resíduos perigosos.

Os resultados dos nossos programas de monitorização ambiental podem ser consultados no portal em "Monitorização do Ambiente".

Chamamos escórias ao que resta dos resíduos depois de queimados. As escórias são arrefecidas, armazenadas e depois enviadas para a Instalação de Tratamento e Valorização de Escórias.

Nesta Instalação separa-se o metal ferroso e não ferroso das escórias para enviar para a reciclagem. O metal ferroso separado durante um ano seria suficiente para a construção de 16.500 automóveis. Depois de valorizadas, as escórias podem ser utilizadas na construção de sub-bases de estradas ou na cobertura de aterros sanitários.

Apresentação Interativa

Saiba mais sobre o funcionamento da Central de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos através dos esquemas interativos que disponibilizamos para download.